Skip to main content

compresspngA venda omnichannel é uma tendência certa para o varejo intensificada com a pandemia do coronavírus e o distanciamento social. Essa mescla entre venda digital e física faz com que estratégias bem direcionadas e planejadas sejam obrigatórias para um bom desempenho de marca. Com isso, nota-se que as redes sociais, como WhatsApp e Instagram, não serviram mais apenas como veículos para postar ter uma página pessoal com fotos, mas sim como difusoras de vendas. Nesse sentido, a prática de fotografar produtos para mandar aos clientes começou a ser comum entre esse meio, mas com isso novas dores surgiram – fotos mal tiradas, ineficiência na performance dos vendedores, incapacidade de enviar grande quantidade de peças, dentre outros. Pra isso o Zipper Shops existe – um aplicativo que digitaliza o estoque da loja físico com um Social Commerce na palma da mão do vendedor a qualquer momento. 

 

Social Commerce 

O Social Commerce é um conceito novo no que tange realizar compras. O bom e velho e-commerce evoluiu e ganhou força com as redes sociais na pandemia iniciada no ano de 2020, surgindo novas necessidades e desejos pelos consumidores – ler avaliação dos produtos, criar relacionamentos mais sólidos com as marcas, ter maior praticidade no momento de realizar compras (não ter mais a obrigação de entrar no site, apenas navegar nas redes sociais e comprar com um clique), etc. Nessa perspectiva, uma pesquisa da Opinion Box apontou que o hábito de fazer compras online continua em grande crescimento: 86% dos entrevistados afirmaram que têm esse hábito, e desses, 37% fazem compras online mensalmente e 23% compram semanalmente. Com isso, o novo conceito de vendedor digital se tornou tão importante – alguém que foca no rápido relacionamento com o cliente e acessa as mercadorias de forma rápida, personalizando a experiência digital para o cliente. 

 

Aumento de performance 

A performance do vendedor digital no momento de realizar a venda pelo WhatsApp é muito importante – agilidade, mensagens dinâmicas para os clientes, como o vendedor articula para agregar valor ao produto, etc. Apesar disso, essa trajetória de compra pode conter muitos erros e gerar muitas dores – vendedores atrapalhados com a quantidade de consumidores para conseguir atender, confusão com os produtos em estoque, tempo perdido tirando fotos com baixa qualidade das mercadorias, não saber os produtos disponíveis, dentre outros. Por isso, existem diversas cartilhas pela Internet cedendo dicas para fotos melhores – enquadramento, fundo, edição iluminação, angulação, etc. No entanto, essas opções não são viáveis para o cotidiano de uma loja física com clientes físicos e digitais. Para isso o Zipper Shops existe – um aplicativo que digitaliza o estoque físico com um Social Commerce na palma da mão do vendedor a qualquer momento, gerando agilidade e dinamicidade no processo de compra. Com ele o vendedor consegue criar catálogos personalizados com a demanda de uma cliente. Exemplo: ao ser solicitada quais botas pretas 37 têm em loja, a vendedora consegue montar, selecionar via app as opções e enviar à cliente o link. Em segundos, um processo que levava 20 minutos, é resolvido, levando maior profissionalismo e conversão para o time de loja. 

 

Estratégia de Visual Merchandising Omnichannel 

A Estratégia de Visual Merchandising se traduz em manter uma relação sólida com o cliente em todas as esferas possíveis – física e digital. Nesse cenário, é preciso que se entenda que não existe uma separação entre esses meios – as estratégias de loja física e do digital podem ser as mesmas, trazendo uma experiência multicanal para os clientes, ou seja, o vendedor pode enviar itens em qualquer lugar que esteja (sendo remunerado por isso) e o comprador pode olhar a qualquer momento. Além disso, as estratégias de loja refletem no digital. Se na loja está sendo priorizado produtos de Calças Jeans por exemplo, sua marca consegue reforçar essa mesma estratégia nos catálogos digitais da loja, com agilidade e alinhamento omnichannel. 

Disponibilidade 

O Zipper Shops digitaliza o estoque físico da loja enquanto o vendedor tem uma visão clara sobre os produtos, gerando links exclusivos com filtros que o cliente solicitou. Exemplo: o comprador pede apenas botas na cor branca no tamanho 38 – o vendedor filtra esses requisitos e gera um link para o cliente olhar pelo WhatsApp ou Instagram. Além disso, os catálogos com mercadorias podem ser pré-definidos pelas marcas, com imagens profissionais, uniformes e sempre disponíveis. Para mais, os catálogos podem ser personalizados para serem usados a níveis de campanha com as marcas. Desse modo, o Zipper Shops traz facilidade e agilidade com um Social Commerce que aproxima clientes e vendedores em todos os momentos. Quer entender um pouco mais como funciona o aplicativo? Acesse o link e perceba a versatilidade na escolha de filtros, a fácil navegabilidade e a rapidez do processo. Com o Zipper Shops, crie catálogos por loja para cada vendedor contendo os produtos, imagens e descrição – preenchidos de forma automatizada.